Conheça as principais modalidades de Mountain Bike

Conheça os principais modos de Mountain Bike

A Mountain Bike é principalmente caracterizada como uma variante de ciclismo de estrada. Esse é o tipo de esporte para qualquer um que ama aventuras, e não desiste do contato com a natureza, já que seu principal local de ação é a terra batida, dando preferência àqueles que oferecem “obstáculos”, como trilhas e pedras.

Originalmente, a modalidade surgiu em meados da 50/60s, quando um grupo de motociclistas propôs a explorar os trilhos e descentes de montanha na Califórnia. Mas esse “pé de ponta” inicial tem polêmica, já que o hábito de explorar caminhos diferentes com uma moto já era mundialmente conhecido. 

Há dois nomes que são considerados fundadores do estilo hoje em dia, e eles são Tom Ritchey e Gary Fisher. Os dois amigos que começaram a adaptar os quadros de cruzeiros e a fazer melhorias no freio, hoje atuam no mercado de ciclismo com suas marcas de grande nome. 

Mountain Bike adquiriu notoriedade mundial e atinge profissionais, especialistas e também pessoas que busquem o esporte para fins recreativos, como a prática de ciclismo. Antes de comprar sua bicicleta de montanha dos sonhos, vamos conhecer um pouco mais sobre os modos deste esporte?

Mountain Bike: as principais categorias

Apesar de sua prática cada vez mais popular, muitas pessoas não conhecem a versatilidade do Mountain Bike, e estão pensando exatamente essa oportunidade para o conhecimento que escolhemos este tópico para o post de hoje. Confira a lista!

1. Cross Country

Esta categoria representa as corridas de longa distância, que desafiam os participantes em uma rota, tipicamente, mais de 30 km. Sempre variando entre aqueles que sofrem e o íngreme diminui, essa rota apresenta possibilidades para uma grande aventura.

Para a prática, uma moto mais leve é indicada, para menos o peso da sua moto, melhor o desempenho de sua corrida, é claro, que requer muito menos energia de sua resistência física, já que o alcance dos atletas de velocidade máxima pode chegar a 50km/h.

O Cross Country é um dos modos mais populares do esporte, fácil de adaptar é bastante competitivo, para quem procura esse aspecto durante a prática. Ele oferece no caminho, que varia de uma a duas horas e meia, o desafio e a superação para todos que assumem um risco.

2. Downhill

Aquela categoria é para qualquer um perseguindo desafios, consiste em quedas, assim como a tradução sugere, e oferece trilhas íngreme, técnicas, pedras, saltos, raízes e vários obstáculos. Apesar de tantos obstáculos, as faixas para o Downhill são bastante curtas, geralmente com menos de 4 km.

O processo de competição é “simples”, a parte competidor no topo da montanha apenas, correndo contra o relógio e competindo por sempre a primeira posição. Este modelo requer métricas especiais, tais como duas suspensões, pneus grossos, freios de disco, capacetes, coletes e equipamentos de proteção.

No modo, o peso da moto não faz tanta diferença, o impacto na velocidade já vem exclusivamente da inclinação da descida. Um dos fatores mais impressionantes na Downhill e que pode gerar vários ventiladores, são as velocidades afetadas no terreno super acidentado.

3. Dual slalom

Para qualquer um que sabe um pouco sobre esquiar nas competições, o Dual Slalom não tem segredos, já que os dois se parecem muito com as regras e a concorrência. Dois competidores correm em faixas paralelas em um caminho trafegadas por banners, o grande desafio aqui são as curvas fechadas.

As motos usadas aqui são geralmente adaptações das escolhidas para Downhill, mas já existem empresas que fazem produtos próprios para essa categoria. Ela é uma das competidoras que mais atraem o público, exatamente por esse alto fator de risco que oferece as competições de modalidade. 

4. Freeride

Bicicleta Vikingx Tuff 25 Azul Escuro Freeride

Se você curte downhill e cross country, essa é a maneira perfeita de apostar! Operando como um meio termo entre essas duas técnicas, o Freeride chama motos com conforto, precisão, leveza e praticidade.

Mesmo não sendo uma categoria competitiva, ela se adapta com muita facilidade, a cada dia surgem novos grupos que buscam um pedal mais profissional e comprometidos, mesmo ficando fora de competições.

5. Trial

Circulando um pouco longe das competições, o Trial é uma modalidade mais alternativa para os praticantes de Mountain Bike. Nela, os competidores precisam passar por obstáculos peculiaros como latas de lixo, escadas, mesas de camping, carros e muitas outras coisas.

Aqui, as equipes precisam ser muito mais compactas, então os pequenos quadros são os mais usados, assim como os menores. Já os freios devem ser sempre hidráulicos, e os pneus, devem estar cheios até a potência baixa, para que o competidor possa “chiclete” mais facilmente. 

6. Cycloturismo

praticado por muitos amantes das duas rodas, o Cicloturismo vem ganhando cada vez mais seguidores, já que é uma alternativa prática e divertida para qualquer um que não goste do conteúdo esportivo de Mountain Bike, mas também não abre as possibilidades que oferece. 

O uso da bike como um transporte alternativo para viagens longas pode até parecer um pesadelo para certas pessoas, mas para os amantes desta prática, esta é sempre uma oportunidade de conhecer novos lugares, apreciar paisagens de tirar o fôlego e coletar memórias em uma aventura inesquecível.

Agora que você já conhece os principais modos de mountain bike, e quais acessórios necessários para a prática de cada um deles, fica ainda mais fácil decidir sobre qualquer um deles que irá se aventurar.

Adquire a melhor equipe para suas aventuras aqui em Days Bike, nosso site está repleta de peças, acessórios e motos que o ajudarão a tocar nessa nossa experiência!

Fonte: blog.diasbike.com.br/cicloturismo-mobilidade-urbana-esportes/conheca-principais-modalidades-de-mountain-bike

Cart
Your cart is currently empty.