O panorama da telemedicina no Brasil: guia rápido e definitivo

O panorama da telemedicina no Brasil: guia rápido e definitivo

6 minutos para ler

Medicalway
Medicalway
Powered by Rock Convert

O panorama da telemedicina no Brasil: guia rápido e definitivo. A telemedicina é a prestação de serviços médicos a distância, aliando agilidade e eficiência para salvar vidas. Esse recurso começou a ser desenvolvido a partir de 1950, começando pela comunicação por fax e evoluindo para os modernos quadros da atualidade. A evolução se deu com o incremento da tecnologia, com os avanços da internet e das Tecnologias de Comunicação e Informação.

Destacamos que a telemedicina traz uma série de benefícios para médicos e pacientes, auxiliando na promoção da saúde e na facilitação de processos. Ela permite a emissão de laudos a distância, a realização de alguns tipos de consultas por vias digitais e o compartilhamento de conhecimento entre médicos. Isso é viável pelo uso de dispositivos tecnológicos, softwares e modernos equipamentos.

Neste post, vamos explicar o panorama da telemedicina no Brasil, guia rápido e definitivo e mostrar as potencialidades dessa solução. Ficou interessado? Continue acompanhando e aprenda mais sobre o tema!

Como funciona a telemedicina no Brasil?

A telemedicina no Brasil é regulamentada por várias normativas institucionais, delineadas principalmente pelo Conselho Federal de Medicina. Isso é essencial para garantir a priorização da promoção da saúde e melhor assistência ao paciente. A proposta é o estabelecimento de marcos regulatórios para que o recurso seja manejado de forma coerente, sendo uma possibilidade que complementa as alternativas da medicina tradicional.

A Lei nº 1.643/2002 define normas para a prestação de saúde em medicina como modalidade médica. Essa regulamentação define as exigências necessárias em relação aos dispositivos tecnológicos utilizados para a atenção à saúde a distância, que são reforçadas pela Resolução nº 1821/07 do Conselho Federal de Medicina.

A Lei nº 1.643 também define princípios para a confidencialidade, privacidade, manuseio, guarda e transmissão de dados, resguardando o sigilo profissional. Outra definição importante para a telemedicina foi a Lei nº 12.842/2013. Ela demarca que é possível emitir laudos a distância e que esse trabalho só pode ser feito por médicos.

Acrescentamos também que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária definiu a Resolução nº 302 de 2005, que estabelece o período mínimo de 5 anos para a armazenagem de documentos, como vídeos, imagens e laudos. Essa questão é bastante importante para a prestação de assistência ao paciente, já que as informações armazenadas podem ser úteis em momentos posteriores.

Quais são os principais avanços da telemedicina?

A telemedicina envolve contínuas pesquisas, registrando avanços consideráveis. Acompanhe esses progressos a seguir!

Telerradiologia

A telerradiologia se caracteriza pelo uso de tecnologias de informação no diagnóstico por imagem. A proposta é que o conteúdo captado pelo aparelho médico de raios-X seja enviado diretamente para um software e encaminhado para um profissional especializado, que faz o laudo do caso.

Assim, a telerradiologia evita a necessidade dos filmes radiológicos, que representam custos e demandam descarte especial. O processo ganha agilidade e precisão, auxiliando no diagnóstico precoce de patologias.

Teleconsulta

A teleconsulta é a situação em que um médico se reúne com um especialista por meios virtuais na busca de orientações para o esclarecimento de dúvidas ou para uma segunda opinião no diagnóstico.

Em alguns locais, o paciente pode se encontrar com o médico por via online, na teleconsulta. No nosso país, a prática não é autorizada.

Telecardiologia

A telecardiologia se caracteriza pelo uso de dispositivos informatizados para a prestação de serviços em cardiologia. Os exames são laudados a distância e utilizados na condução do tratamento. A proposta é essencial pelo ganho de velocidade, aumentando as possibilidades de recuperação e promoção da saúde.

Teleneurologia

A teleneurologia objetiva a realização de diagnósticos de doenças de nível neurológico. Há uma série de exames que podem ser laudados a distância, como eletroencefalograma (clínico, ocupacional e mapeamento cerebral) e as polissonografias de internação e domiciliar.

Telepneumologia

A telepneumologia auxilia nos diagnósticos em doenças nos pulmões. A espirometria é um dos principais exames realizados, proporcionando condições para a avaliação de acometimentos como a doença pulmonar obstrutiva crônica e a asma brônquica.

Telemedicina na saúde ocupacional e na medicina do trabalho

No Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), o médico do trabalho realiza uma série de exames no profissional para identificar se ele está apto para as atividades. Alguns dos exames podem ter laudos emitidos a distância, o que confere maior agilidade ao processo.

Teleassistência

A teleassistência é realizada com o apoio de dispositivos tecnológicos que coletam os parâmetros clínicos do paciente no domicílio ou em unidade de saúde. As informações são enviadas para especialistas e ações são realizadas com foco na promoção de bem-estar.

Teleducação

A teleducação objetiva o fornecimento de capacitação para profissionais de saúde, utilizando, para isso, as tecnologias de comunicação e informação. Essa proposta permite facilitar a disseminação de conhecimento científico para os colaboradores da área do cuidado.

Por que usar a telemedicina?

A telemedicina traz diversos benefícios para instituições de saúde, profissionais e pacientes. Ela permite melhorar o processo de troca de informações entre especialistas da saúde, auxiliando no fornecimento de tratamento de qualidade. Esse recurso também ajuda a descentralizar a assistência, criando oportunidades de a população contar com serviços e exames em regiões distantes dos grandes centros urbanos.

Outra grande vantagem para os hospitais é a redução de custos. Isso ocorre devido à minimização de deslocamentos, diminuição de impressões em materiais especiais e pela possibilidade de redução nos investimentos para contratar especialistas. A telemedicina ainda auxilia no aumento da produtividade, diminuindo o tempo de espera, o que oferece maior conforto, segurança e comodidade ao paciente. Dessa forma, os diagnósticos são realizados de forma precoce, permitindo intervenções ágeis.

O uso da tecnologia tem beneficiado o médico de forma geral, auxiliando no acesso ao conhecimento e na prestação de serviços de saúde com qualidade, comodidade e eficiência. As instituições de saúde conseguem construir um fluxo de trabalho mais ágil e inteligente com o apoio dos recursos informatizados, proporcionando melhores atendimentos e tratamentos.

A telemedicina ganha cada vez mais espaço em nosso país, abrindo oportunidades para potencializar processos, ampliar o alcance da medicina em regiões remotas e maximizar a capacidade de atendimento.

Gostou de aprender sobre o panorama da telemedicina no Brasil? Aproveite e confira também o nosso post sobre os principais aplicativos de telemedicina!

Medicalway   Entre em contato!
Medicalway Entre em contato!
Powered by Rock Convert

Fonte: blog.medicalway.com.br/telemedicina

Cart
Your cart is currently empty.