Empowerment: como a autonomia motiva os colaboradores

Empowerment: como a autonomia motiva os colaboradores

Uma das palavras que entrou no vocabulário dos líderes nos últimos anos é o termo “empowerment”. Uma tradução adequada seria o “ato de empoderar” ou, explicando mais diretamente, permitir que alguém tenha o poder de decidir. O motivo dessa palavra ter se disseminado é resultado da descoberta do poder da autonomia como motivação para os trabalhadores. Quanto mais alguém se sente dono de si mesmo, mais motivado estará para realizar seus objetivos.

Mas como dar esse poder e essa motivação mantendo os objetivos centrais da equipe e do projeto? Selecionamos algumas dicas valiosas para você:

Defina o que é importante para o projeto

Para que cada colaborador conheça bem o terreno de sua própria autonomia, é importante deixar claro para toda a equipe tudo aquilo que for imprescindível para o projeto: o que estamos fazendo, as justificativas e, claro, os prazos que devem ser cumpridos.

Conhecimento é poder, por isso, cada um precisa conhecer bem suas atribuições e responsabilidades, também qual deve ser o resultado dos esforços do conjunto e os prazos do projeto. Apenas com essa clareza de objetivos e limites, os funcionários poderão colaborar de forma valiosa para o projeto.

Permita que a equipe tome decisões

No dia a dia da obra, sempre surgem imprevistos que precisam ser resolvidos, como uma mudança no horário de entrega de um fornecedor ou a avaria de um material. Essas urgências costumam demandar decisões rápidas, às vezes imediatas, e o gestor deve dar autonomia à equipe para decidir a melhor forma de lidar com esses impedimentos e garantir o sucesso da obra.

Para que todos conheçam as decisões tomadas no dia a dia, é importante realizar as reuniões diárias e compartilhar com a equipe os rumos do projeto e os desafios adiante. Com isso, todos adquirem também a segurança necessária para tomar decisões com mais autonomia. No entanto, o gestor deve indicar os limites da autonomia da equipe, sempre se posicionando como líder e direcionador das decisões mais importantes.

Mantenha-se sempre por perto e disponível

Dar autonomia à equipe não significa que o líder não precisará tomar decisões, significa que ele deverá estar sempre por perto e disponível para ajudar, e garantindo que as diretrizes principais do projeto não sejam esquecidas e que todos requisitos sejam atendidos.

Resista com firmeza à ideia de mudar (ou criticar) as decisões que a equipe tomou quando você mesmo deu autonomia! Seu papel é dar o direcionamento e cuidar para que a equipe não saia da rota. Se alguma dessas decisões estiver desviando o projeto, ao invés de simplesmente ordenar que seja feito do seu jeito, reúna a equipe, explique as falhas e peça uma nova solução. Esse feedback deve ser dado com todo o cuidado possível para não desmotivar os colaboradores.

Escute e confie na equipe

Considere que cada membro da equipe pode estar vendo os problemas de maneira diferente, ou mesmo identificando problemas que você ainda não viu e, por isso mesmo, algum colaborador pode surgir com boas ideias de como resolvê-los!

A autonomia só funciona como fator de motivação quando os funcionários sentem que a liderança confia neles. É verdade que essa confiança é algo que se constrói com o tempo, mas se você não der oportunidade para cada um provar seu valor, ela nunca vai surgir. Além disso, a partir do momento em que o colaborador se sente realmente parte fundamental e ativa da empresa, ele passa a desempenhar suas funções com muito mais empenho!

É um grande desafio dar autonomia ao time, mas o resultado é um time mais motivado e produtivo. Como têm sido suas experiências nesse sentido? Gostaria de compartilhar? Deixe seu comentário!

Fonte: www.mobussconstrucao.com.br/blog/empowerment-como-autonomia-motiva-os-colaboradores

Cart
Your cart is currently empty.