Canteiro de Obras: Estratégias, Gestão, Análises e Resultados

Canteiro de Obras: Estratégias, Gestão, Análises e Resultados

Para que a indústria da construção alcance ganhos reais de produtividade no canteiro de obras, devem ser adotados novos hábitos e fluxos de trabalho. Felizmente, novas ferramentas e tecnologias podem ajudar neste processo.

Diariamente, membros de equipes conversam entre si para verificarem as tarefas do período. A cada semana, o superintendente realiza reuniões com o mestre de obras para angariar e disseminar as informações sobre os avanços. A cada mês, o empreiteiro geral se reúne com os subempreiteiros e fornecedores para verificar a aprovação e liberação de materiais. Um projeto forte e produtivo depende deste tipo de estrutura e metodologia no canteiro de obras.

Manter bons níveis de produtividade sempre esteve e sempre estará entre as principais preocupações de uma empresa. Nesse quesito, algo que tem tido um grande e positivo impacto na indústria da construção é a adição de reuniões mais eficazes às rotinas de um projeto.

Não é mais suficiente contar com a experiência de campo ou o feeling profissional para avaliar se o projeto está seguindo em direção ao sucesso. É imperativo que os proprietários, as equipes, empreiteiros gerais e consultores estabeleçam métricas dentro das organizações para medir a produtividade. Afinal, sua sobrevivência no mercado pode depender dela.

A seguir listamos três formas simples (mas não fáceis) com as quais qualquer empresa pode começar a explorar e conquistar questões de produtividade, com resultados quantitativos e qualitativos.

1. Modelo de Informação da Construção

Também conhecido como BIM (Building Information Modeling, em inglês), o conjunto de informações geradas e mantidas durante o ciclo de vida de um edifício, já era usado por 56% das empresas da indústria da construção cinco anos atrás, segundo relatório da McGraw Hill. Tudo indica que esta tecnologia veio mesmo para ficar. A modelagem 3D agora está cedendo espaço para 4D (tempo) e 5D (custo). Se sua empresa não está usando uma plataforma com esse tipo de suporte, está assumindo o risco de perder a produtividade e os lucros a seus concorrentes.

2. Departamento de controle de projetos

Cada empresa deve não só designar os membros de uma equipe de projeto para executar os custos de trabalho, mas também criar um departamento interno dedicado aos processos e controles. A administração do contrato, estrutura de arquivos, análise de orçamento, tempo de faturamento – essas métricas devem ser determinadas, monitoradas e implementadas em todos os projetos, não somente no canteiro de obras, para estabelecer pontos fortes e fracos financeiros e produtivos de uma empresa.

3. Melhores práticas e aprendizado contínuo

Vez ou outra projetos individuais, além do canteiro de obras, atingem medidas claramente produtivas que podem contribuir para o sucesso de outro projeto mais desafiador. É importante, então, que cada equipe compile ao final do trabalho ou do marco fundamental as melhores práticas e lições aprendidas. Sucessos e fracassos devem ser documentados, revisados ??e distribuídos no nível corporativo. A partir daí, novas equipes de projeto podem rever as soluções antes de encontrar problemas semelhantes.

Em suma Acompanhar o andamento do canteiro de obras é fundamental. Porém, ter o controle total, saber o que cada operário precisa fazer, qual o tempo que deve levar, quando determinado produto está acabando, quanto ainda vai ser necessário, entre outras inúmeras atividades de um canteiro de obras, é uma tarefa árdua para qualquer gestor. Para isso, já existem tecnologias e aplicativos que contribuem para melhorar a distribuição de tarefas, acompanhamento de métricas e resultados. Tudo isso em tempo real, evitando o desperdício de tempo e de materiais.

Os resultados do uso da tecnologia são, certamente, uma saída para a indústria da construção avançar em produtividade. Com a competitividade do mercado cada vez maior, quem não investir certamente enfrentará mais dificuldades.

Fonte: www.mobussconstrucao.com.br/blog/gestao-canteiro-de-obras-estrategias

Cart
Your cart is currently empty.