BDI na Construção Civil: qual a importância e como utilizar

BDI na Construção Civil: qual a importância e como utilizar

O orçamento de obras é uma etapa fundamental no início de um novo empreendimento, sendo responsável por prever e controlar todos os gastos e também os lucros da empresa. Mas fazer os cálculos dos custos é uma tarefa complexa, principalmente porque muitos deles são indiretos, não estando necessariamente vinculados com nenhuma atividade. Por isso, é importante conhecer e saber como aplicar o BDI.

Quanto mais assertivo e detalhado for o orçamento de obras, melhor será a gestão de custos e mais chances o empreendimento terá de gerar bons lucros. Por isso, os cálculos precisam ser feitos da maneira correta, levando em consideração todos os custos diretos, como aqueles com materiais, e também os custos indiretos, como os com administração. Assim será possível definir um preço de venda mais realista, evitando prejuízos.

Realizar um gerenciamento de obras para controlar os gastos durante toda a execução é crucial para não extrapolar o orçamento. Esse controle ajuda a evitar que a empresa diminua seus lucros ou o preço de venda se torne muito alto. 

Mas para saber exatamente quais os custos totais de uma obra, primeiro é preciso conhecer o BDI e aprender a utilizá-lo nos cálculos para obter o preço final de venda.

 

O que é o BDI?

A sigla BDI significa Benefícios e Despesas Indiretas e funciona como um método de cálculo que é adicionado aos custos diretos de uma obra para definir o preço final de venda

É importante ressaltar que o percentual gerado pelo BDI é diferente para cada obra, já que todas apresentam fatores únicos e distintos. Não existe uma regra que estabeleça critérios para o cálculo, cabendo aos profissionais avaliarem a melhor maneira. 

O cálculo do BDI consiste na apuração de diversos fatores referentes à construção, por isso é crucial contar com uma boa gestão de obras, garantindo a melhor coleta de informações e sem distorções nos valores. 

De maneira geral, o BDI considera todos os custos indiretos e os lucros esperados, adicionando esses valores aos custos diretos para que então a obra tenha seu preço de venda definido.

 

A importância do BDI para a construção civil

Um orçamento de obras precisa ter informações e previsões de gastos muito detalhados, abrangendo os custos. No entanto, quantificar os dados relativos aos gastos com itens como insumos, maquinário e mão de obra, ou seja, os custos diretos de uma obra, é geralmente a parte menos complexa da orçamentação. O problema surge na hora de conseguir calcular o percentual de todos os custos indiretos envolvidos.

Nesse ponto é que conseguimos perceber a importância do BDI, já que é um método relativamente simples para conseguir cobrir despesas com todos os custos como administração, impostos e seguros

Assim, garantimos que nenhum gasto foi deixado de fora do orçamento. Além disso, o BDI ainda permite embutir no preço final de venda a margem de lucro que a empresa deseja obter com o empreendimento. 

Outro fator que deve ser levado em conta é a versatilidade de aplicação do BDI, já que ele não é único e pode ser ajustado para atender diversos tipos de obras, inclusive licitações. 

Dessa forma, temos um método eficiente que pode ser padronizado para os empreendimentos da construtora e acrescido de forma simples ao orçamento das obras.

Utilizando o BDI, o preço final de venda de uma construção se torna mais realista, ficando dentro de uma faixa que cubra as despesas, gere lucros e seja coerente com os valores do mercado. Com isso, a empresa consegue se manter mais competitiva, garantindo seu crescimento e também aumentando a certeza da satisfação dos clientes.

 

Quais os custos abrangidos pelo BDI?

Como o próprio nome já diz, o BDI (Benefícios e Despesas Indiretas) permite gerar um percentual dos custos indiretos de uma obra. Ou seja, abrange todos os gastos que não estão diretamente ligados com as atividades-fim

Como exemplo podemos citar os custos com o escritório da empresa, a montagem e desmontagem do canteiro de obras, os impostos e tributos, além de muitos outros como o marketing do empreendimento.

De maneira geral, no cálculo do BDI são levados em consideração os seguintes custos:

  • Administração central: É o percentual gerado a partir do custo com a parte administrativa da empresa, abrangendo gastos como gestão de pessoas, marketing, contabilidade e departamento jurídico;
  • Custos financeiros: É o percentual que representa a defasagem do investimento monetário no empreendimento, já que, se aplicado no mercado financeiro, esse dinheiro estaria gerando receita. Uma maneira de verificar esse custo é calculando o rendimento do CDB (Certificado de Depósitos Bancários) no tempo da obra;
  • Margem de incerteza : É o percentual relativo aos gastos que não são cobertos pelo seguro;
  • Seguro e Garantias: É o percentual reservado para o seguro contratado para a obra e também das garantias exigidas em contrato, como caução ou fiança bancária;
  • Tributos: É o percentual referente aos impostos que devem ser pagos, tanto de âmbito municipal quanto estadual e federal.

Vale ressaltar que os custos indiretos que são adicionados ao BDI variam de acordo com as necessidades. Assim, apesar de várias entidades apresentarem fórmulas padrão para o cálculo do BDI, fica a critério dos profissionais orçamentistas a melhor maneira de incluir os custos indiretos e os lucros de cada obra.

 

Como calcular o BDI nas construções?

Após a definição de todos os custos indiretos relacionados à obra e o efetivo cálculo do BDI, é possível dar uma utilização prática para o percentual obtido. Com ele, podemos encontrar o preço de venda (PV) do empreendimento, utilizando apenas as informações sobre os custos diretos (CD) e o percentual do BDI através da seguinte fórmula:

PV = CD * ( 1 + ( %BDI ) )

Assim, garantimos que todos os custos foram incorporados no orçamento de obras, evitando tanto prejuízos com um preço final que não cubra as despesas, quanto um valor insustentável para o mercado. Por isso é tão importante aprender a utilizar o BDI e investir na implementação desse método no cotidiano das empresas, melhorando a assertividade da precificação das obras.

Agora você já sabe o que é o BDI, quais os custos que ele abrange e também sua importância para a construção civil. Mas se ficou alguma dúvida ou sugestão, comente aqui embaixo e continue acompanhando os posts no blog.

gruopwhatsapp
gruopwhatsapp

Fonte: www.mobussconstrucao.com.br/blog/bdi

Cart
Your cart is currently empty.